Paraná sedia encontro nacional de fiscais do Sistema de Conselhos de Fonoaudiologia

Tempo de leitura: 3 minutos

III Enfis.1.1O CREFONO1 participa dias 12 e 13 de setembro do VIII Encontro Nacional de Fiscais e III Simpósio de Orientação e Fiscalização do Sistema de Conselhos de Fonoaudiologia, que acontece em Curitiba (PR). Com o tema “Orientação e Fiscalização frente às novas tecnologias”, o encontro é organizado pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, com apoio do CREFONO3, Regional que sedia o evento, e tem como proposta instrumentalizar os fiscais através da troca de experiências e vivências das diferentes regiões, para que os atos fiscalizatórios em todo o país aconteçam com ética e eficácia.

Para a presidente da Comissão de Orientação e Fiscalização da 1ª Região, Viviane Fontes (CRFa 1-8839), que acompanha as discussões, ao lado da fiscal Mônica Maia (CRFa 1-2682), o VIII Enfis fortalece a unidade do Sistema de Conselhos e favorece o alinhamento de estratégias.

“Este encontro tem como propósito o empoderamento da Comissão de Orientação e Fiscalização e mostrar para a sociedade o papel do Conselho, que é o de proteção e garantia de um trabalho ético do fonoaudiólogo. Acreditamos que, juntos, seremos mais fortes”, disse a presidente do CFFa, Sílvia Tavares (CRFa 2-3861), na abertura do encontro.

III Enfis.3Para a presidente do Conselho Federal de Fonoaudiologia, o Sistema de Conselhos deve sempre trabalhar em parceria, com ações conjuntas e é muito importante a aproximação entre os fiscais dos regionais e o profissional fonoaudiólogo. “Temos o objetivo de proteger a sociedade de profissionais que não agem sob o princípio da ética e de pessoas não habilitadas”, ressaltou.

Participam do evento cerca de 60 profissionais, entre fiscais, membros da Comissão de Orientação e Fiscalização de todos os Regionais e assessores jurídicos. No primeiro dia, foram discutidos temas definidos nas Reuniões Interconselhos de Orientação e Fiscalização (Intercof) e experiências exitosas, trazidas por cada Regional.

A fiscal Mônica Maia apresentou o estudo “Teste da Orelhinha – Da implantação à execução em Maternidades Públicas do Rio de Janeiro”, uma análise sobre ação realizada pela COF 1ª Região na capital do estado. Desde 2010, quando da publicação da Lei Federal 12.303, que tornou obrigatória a realização do teste em todos os recém-natos, o Conselho Regional de Fonoaudiologia do Rio de Janeiro iniciou o trabalho de fiscalizar as maternidades públicas do município do Rio, para verificar o cumprimento da legislação.

“Mesmo com a lei federal, a maioria das maternidades não estavam cumprindo a legislação por falta de equipamento ou por falta de fonoaudiólogos. Foi feito um levantamento sobre a situação e encaminhamos ao Ministério Público. Atualmente, a cobertura da realização do Teste da Orelhinha se dá na maior parte das maternidades públicas do município do Rio, além de ser realizado também em unidades de saúde de média complexidade. É um exemplo do trabalho realizado pelo Conselho em prol do cumprimento da legislação, garantindo à população o direito e acesso ao serviço e contribuindo com o mercado de trabalho do fonoaudiólogo”, resumiu a conselheira Viviane Fontes.

III Enfis.4Na sexta-feira, 13 de setembro, o VIII Enfis recebeu a visita de representantes dos Conselhos Regionais de Medicina, Enfermagem, Medicina Veterinária e Farmácia do Paraná.

Os Encontros Nacionais de Fiscais já aconteceram no Rio de Janeiro e São Paulo, além de Brasília.

Por Rose Maria S. Alves, Assessoria de Imprensa

Fotos: Divulgação

Em 13 de setembro de 2019

Crefono1-pop_up-ABA