CREFONO1 leva orientações sobre saúde vocal ao MetrôRio, em homenagem aos professores

Tempo de leitura: 3 minutos

A dona de casa Eliane da Silva, 62 anos, fez uma cirurgia de tireoide que acabou atingindo uma de suas pregas (“cordas”) vocais. Ao passar na última segunda-feira pela Estação Central do Brasil do MetrôRio e ver o estande da campanha “Quem cuida da Voz tem sempre o que falar!”, em homenagem ao Dia do Professor, não teve dúvidas: parou para buscar orientações. “Agora sei como cuidar da minha voz. Recebi dicas de como melhorar minha qualidade vocal. A fonoaudióloga me orientou e o otorrino me falou que existe uma cirurgia reparadora. Para eu voltar no INCA (Instituto Nacional de Câncer) e continuar o tratamento”, disse Eliane.

Como ela, centenas de usuários do metrô visitaram o estande, de 9h às 17h, montado pelo CREFONO1 em parceria com o MetrôRio ao lado do Palco Carioca da estação Central. A ação levou fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas até uma das mais movimentadas estações daquele transporte público de passageiros para orientar professores – e a população em geral – sobre saúde vocal. Acadêmicos do curso de Fonoaudiologia da Universidade Veiga de Almeida também participaram da ação socioeducativa, acompanhados por professores da UVA e por conselheiras do Conselho Regional de Fonoaudiologia do Rio de Janeiro. Cerca de 500 pessoas foram atingidas pela iniciativa.

Os acadêmicos puderam aplicar um questionário de triagem e encaminhar para médicos e fonoaudiólogas casos de alteração vocal. Um banner interativo, que reforçava hábitos saudáveis para manter a boa qualidade da voz, também fez sucesso entre os participantes. Uma espécie de quiz, onde informações como a importância da hidratação, do uso de roupas confortáveis, do cuidado com a rouquidão, entre outros aspectos de saúde preventiva, foram ressaltados.

Daniel Cruz, publicitário e cantor gospel, 38 anos, aproveitou bem todas as etapas. Começou participando do quiz, fez a triagem vocal e, mesmo sem apresentar alterações na voz, procurou conversar com as fonoaudiólogas Marriet Pires (CRFa 1-9282), vice-presidente do CREFONO1, Tatiana Barcellos (CRFa 1-13451), presidente da Comissão de Divulgação e o otorrinolaringologista Bruno Niedermeier. “Muito boa ideia. Me fez entender como posso cuidar da voz, mesmo com pequenas coisas que a gente nem imagina, como a questão da roupa”, afirmou.

“Iniciativas de prevenção vocal são importantíssimas para a saúde do carioca. Percebemos como a população está carente de informações. As pessoas não têm orientações básicas e vão procurar o médico quando a doença já está instalada. Daí a importância de ações de responsabilidade social como esta”, enfatizou Dr. Bruno Niedermeier.

A otorrinolaringologista Sabryna Farneze também pensa como Dr. Bruno. Tanto que, mesmo com o pé quebrado, não deixou de compor a equipe de orientações no turno da tarde. Precisou da ajuda de muletas, mas seu ânimo e disposição para conversar com o público não se alterou.

A presidente da Comissão de Voz do CREFONO1, Monica Azzariti (CRFa 1-9591), destacou a escolha do local e a importância da participação de acadêmicos de Fonoaudiologia na ação. “Muito importante estarmos aqui, num local como esse, onde passa muita gente seguindo para o trabalho. As pessoas não têm qualquer informação com relação a cuidados com a voz e essa é uma das missões do Conselho. A data, também, é de suma importância, porque o professor é fundamental para a sociedade e nem sempre eles estão atentos à qualidade vocal. Sem falar que os alunos da graduação podem, a partir de iniciativas como essa, ter contato com a Fonoaudiologia fora do ambiente da universidade. Hoje é um dia muito especial, onde todos saem ganhando, principalmente a qualidade de vida da nossa população”, ressaltou Mônica Azzariti.

A estudante do 6º período de Fonoaudiologia da UVA, Josimar Santana da Silva, pela primeira vez participando de uma ação socioeducativa do CREFONO1, foi a primeira a chegar no ponto de encontro, às 8h. Depois de conversar com dezenas de pessoas durante toda a manhã, não parecia cansada, mas entusiasmada. “Estou percebendo que iniciativas como essa são super importantes, porque a população não tem informações sobre saúde preventiva, sobre como cuidar da voz”, opinou. Seu colega Jorge Leandro G. Gonçalves, também do 6º período da UVA, considerou a campanha uma experiência única. “Fundamental. Passamos orientações que as pessoas não sabem. Muito enriquecedor saber das dificuldades com relação à voz. Saio estimulado a estudar mais”, completou.

A notícia sobre o evento foi publicada nas redes sociais e ferramentas de divulgação do CREFONO1, MetrôRio e em jornais de grande circulação, como o jornal Expresso. Mas a fonoaudióloga Rochele Sales (CRFa 1-11154) não ficou sabendo da iniciativa e gostou muito da surpresa. “Vocês não fazem ideia de como estou feliz em me deparar com tudo isso! Adorei”, admitiu. E acabou aproveitando a oportunidade para conversar com a presidente Esther Araújo (CRFa 1-8177) e a vice-presidente Marriet Pires.

Atrações musicais se apresentaram no Palco Carioca, também em homenagem aos professores e à saúde vocal, como o cantor Michael Costa e Thor Junior, acompanhado do violonista Júlio Cesar Barroso Ramos, sendo que os dois últimos integram o elenco do musical “A Cor Púrpura”, em cartaz atualmente no Rio de Janeiro. Participaram ainda de mais uma edição da campanha “Quem cuida da Voz sempre tem o que falar!” as conselheiras Priscilla Galindo (CRFa 1-11409), Alessandra Mattoso (CRFa 1-6475) e os acadêmicos de Fonoaudiologia da UVA Gilvana Gabriela Faria, Pâmela Souza dos Santos e Felipe Raposo Avelino da Silva.

Veja mais fotos.

 

Por Rose Maria S. Alves, Assessoria de Imprensa

Em 15 de outubro de 2019

Fotos: Comissão de Divulgação

Crefono1-pop_up-ABA