ÁREAS DE ATUAÇÃO DO FONOAUDIÓLOGO

Tempo de leitura: 2 minutos

A FONOAUDIOLOGIA é uma profissão da área da saúde e da educação que pesquisa, previne, avalia e trata as alterações da voz, fala, linguagem, audição, aprendizagem, enfim, da Comunicação Humana.

 

– Saúde da Criança:

  • Triagem Auditiva Neonatal (“Teste da Orelhinha”) e infantil
  • Teste da Linguinha
  • dificuldades em recém-nascidos para sugar e engolir
  • alterações de fala, leitura, escrita e aprendizagem
  • atrasos no desenvolvimento infantil
  • acompanhamento da evolução psicomotora

– Adolescente e Jovem:

  • alterações vocais (puberdade e situações atípicas)
  • prevenção e tratamento de disfluências na fala e na linguagem
    (“gagueira” e “fala embolada”)
  • orientações quanto ao uso adequado de equipamentos e em situações que possam prejudicar a audição (fones de ouvido, DJs)
  • reequilíbrio da musculatura de face, lábios e língua no tratamento ortodôntico

– Saúde da Mulher:

  • apoio e incentivo ao aleitamento materno
  • orientações às mães quanto ao desenvolvimento saudável de seus filhos em diferentes aspectos (vínculo afetivo, linguagem, desenvolvimento psicomotor)
  • problemas de voz relacionados a fatores femininos (mau uso vocal, menopausa, tumores)

 Saúde do Idoso:

  • sequelas de AVC ou outras alterações de origem neurológica
  • dificuldades de mastigar ou engolir alimentos
  • falhas de memória, problemas na compreensão ou na expressão verbal
  • indicação e adaptação de aparelhos auditivos
  • mudanças na qualidade da voz

– Educação:

  • avaliação e diagnóstico institucional de situações de ensino-aprendizagem relacionadas à sua área de conhecimento
  • planejamento educacional
  • elaborar, acompanhar e executar projetos, programas e ações educacionais que contribuam para o desenvolvimento de habilidades e competências de educadores e educandos, visando à otimização do processo ensino-aprendizagem
  • promover ações de educação dirigidas à população escolar nos diferentes ciclos de vida

– Saúde do Trabalhador:

  • problemas decorrentes da exposição ao ruído intenso
  • acompanhamento específico aos profissionais da voz (professores, locutores, advogados, etc)
  • assessoria a escolas, indústrias e empresas
  • participação em equipes de referência em saúde do trabalhador

– Portadores de Necessidades Especiais:

  • habilitação e reabilitação de pacientes com alterações de comunicação em geral, audição, mastigação e deglutição
  • realização de adaptações e outras condutas terapêuticas que visem melhor compreensão e expressão oral, alimentação segura e inclusão social plena
  • melhoria da qualidade de vida

– Saúde da Família:

  • atuação nas equipes de Saúde da Família, visando promover, prevenir, detectar e auxiliar na solução de problemas diversos que envolvam alterações de voz, fala, linguagem, audição e vias de alimentação

– Saúde Mental:

  • favorecimento da socialização e resgate da auto-estima, através de estratégias de incentivo à comunicação

– Educação em Saúde:

  • participação em ações socioeducativas em saúde da comunicação
  • multiplicação e facilitação de estratégias que ofereçam informações à população sobre melhorias na qualidade de sua saúde

Crefono1-pop_up-ABA